Filó

Filó
A contadora de "verso"

segunda-feira, 31 de julho de 2017

CORDEL DE SAIA

Êh Meu Povo! No domingo dia 30 eu estive de volta a Sala Mário Lago em Jacareí apresentando o espetáculo "CORDEL DE SAIA" , um espetáculo apenas com cordéis escritos por mulheres cordelistas. Cantei uns versos de quadrão da cordelista Dalinha Catunda e interpretei cordéis das cordelistas Rosário Lustosa, Mana Cardoso, Jarid Arraes (Quem te Crespo é Rainha) e Izabel Nascimento (O Cordel do Watsapp).  Amigos que vivem em Jacareí foram prestigiar e tive o prazer de conhecer a molecada do Projeto Fênix, ONG que faz um bonito trabalho de educação cultural com as crianças da comunidade carente "Rio Comprido"...enfim, foi danado de bom! Meus agradecimentos à Dalinha Catunda e Rosário Pinto criadoras do blog "Cordel de Saia" (www.cordeldesaia.blogspot.com) por me darem a permissão de usar o nome, à Fundação Cultural de Jacareí pela oportunidade e a todos os que estiveram presentes. Confiram as fotos!




Eu com meus amigos de Jacareí!

Com a molecada e equipe do Projeto Fênix


E aqui fica uns versos para vocês!
SE TEM MULHER NO CORDEL
VOCÊ TEM QUE RESPEITAR.

Mote de Dalinha Catunda

O homem é mestre no verso
E a mulher nunca se acanha
Rodando a saia com manha
Ingressa nesse universo
Encara tema diverso
Na cultura popular,
Ocupando seu lugar
E faz bem o seu papel
SE TEM MULHER NO CORDEL
VOCÊ TEM QUE RESPEITAR.
Dalinha Catunda

A linguagem feminina
Tem mais vez, voz e espaço
Saia, batom, flor e laço
Sobre a cultura se inclina
A musa achou outra sina
Outra forma de encantar:
Tramas de seda ao rimar
Em versos, xale e dossel
SE TEM MULHER NO CORDEL
VOCÊ TEM QUE RESPEITAR.
Josenir Lacerda

A mulher só aglutina
Com sua sabedoria
Canta noite, canta dia
Burilando sua rima
Tem calma, não desatina
O seu lema é cantar
O verso metrificar
Já provou não ser bedel
SE TEM MULHER NO CORDEL
VOCÊ TEM QUE RESPEITAR
Rosário Pinto






Nenhum comentário:

Postar um comentário